Apresentação A Região Tradição e Memória O Festival de Reisados Os Ternos Contato
 
     
 
     
 

A Região

O Festival de Reisados acontece na cidade de Boa Nova, que fica no sudoeste baiano, mais especificamente no território de identidade do Médio Rio das Contas. Uma região que teve sua colonização europeia relativamente recente, mas que foi habitada muito antes por diversos grupos indígenas, juntamente com os afrodescendentes. Esta diversidade étnica e cultural forma uma rica colcha de retalhos de tradições e sabedorias populares.

O patrimônio natural da região é marcado pelo encontro entre a Caatinga e a Mata Atlântica, contando com uma faixa de transição denominada Mata de Cipó. No município de Boa Nova, por exemplo, é possível encontrarmos todos os ecossistemas presentes da região. Assim, conta uma diversidade de relevos, com um grande potencial hídrico, uma fauna diversa, entre pássaros, anfíbios, répteis e mamíferos, bem como uma flora exuberante, com árvores de grande porte (atualmente raras pela atuação de madeireiros e pela derrubada para plantio de pastos), bromeliáceas, orquídeas e mais uma infinidade de espécies de plantas.

Dessa forma também é marcada pelos aspectos culturais e tradições vinculados a vida nesses dois ambientes, por exemplo, na diversidade de produções agropecuárias, na gastronomia e nos modos de lidar com a natureza. Ainda assim, a região do Médio Rio das Contas pode ser considerada economicamente pobre e com grande desigualdade social. No que se refere à Cultura, a região sofre ainda a carência de equipamentos culturais e de educação, onde se tem poucas bibliotecas, museus, teatros e cinemas, e a quase totalidade desses equipamentos concentra-se nos municípios de de maior porte.

Importante ressaltar que a pobreza econômica contrasta com a riqueza do seu patrimônio (natural e cultural) que, embora nem sempre sejam reconhecidos e valorizados, podem apresentar possibilidades de desenvolvimento e bem estar para seus habitantes. Em relação aos modos de vida e às manifestações culturais, a região também apresenta uma riqueza própria, contando com manifestações tradicionais da cultura popular e produção de artistas locais, como os reisados, bumbas meu boi, violeiros, repentistas, contadores de histórias, sambas de roda, danças da fita, cantadores de coco, sanfoneiros regionais, ternos de reis, danças da peneira e do pilão, entre outras.

Contudo, vive-se um momento crítico com a descaracterização das festas tradicionais e com a falta de valorização de sua produção simbólica, em função da predominância de grandes shows e festas produzidas por empresários da grande indústria. Os representantes da cultura popular tradicional sobrevivem enfraquecidos, em estado de resistência, e, contam apenas com apoio da sociedade civil e, eventualmente, de órgãos governamentais, para manter as tradições vivas e pulsantes.

. Galeria de Fotos do Festival

 
     
 
 
 
     
 
 
     
   
     
  2017 ©Copyright - Todos os direitos reservados a Casa Via Magia.