[: Instituto :] [: Escola Casa Via Magia :] [: Museu do Processo :]

Lançado oficialmente em setembro de 1993, o Via Bahia Festival promovia a circulação da arte contemporânea entre os continentes. Em cada edição foram convocados artistas e promotores culturais para participar de atividades de intercâmbio como palestras, mesas redondas e workshops, em paralelo a uma mostra de espetáculos de teatro e dança.

As edições do Via Bahia Festival aconteceram simultaneamente a encontros de redes culturais internacionais e de promotores culturais como o Encontro anual da Rede Brasil de Promotores Culturais Independentes e o Encontro Intercontinental de Promotores Culturais, em 1994, e o Fórum Cultural do Mercosul, em 1996, fazendo do festival um espaço para a reflexão da produção e distribuição da cultura.

Ao todo foram seis edições, até o ano de 1998. A cada ano o Via Bahia Festival foi se expandindo em diversidade de atrações e volume de público. oi se expandindo em diversidade de atraçros de promotores e redes de agentes culturais como No ano de 1999, o festival foi incorporado ao Mercado Cultural, ampliando a sua dimensão e mantendo o mesmo espírito de reflexão e intercâmbio cultural do Via Bahia Festival. 

Retrospectiva:

1992 

• Encontro da Rede Latino-Americana de Produtores Independentes de arte contemporânea em maio, na Colômbia.

• 24 e 25 de outubro - lançamento do projeto Enfim Solos

• Espetáculos de dança de destaque: De Profundis, Figural

• 21 e 22 de novembro – Realiação do projeto Conexão Latina

1993

• Ano de lançamento do Via Bahia Festival

• 15 de setembro – estréia do Via Bahia Festival com 8 espetáculos entre teatro e dança.

• Rodin, Rodin, com o grupo Contadores de Histórias, do Rio de Janeiro, se apresenta no TCA, dentro do programação do Via Bahia Festival.

• Entre as atrações dessa edição do Via Bahia Festival estão Romeu e Julieta e Caetano, do Grupo de Teatro da Casa Via Magia; El pequeno Tirano e Travessia, da companhia venezuelana Danzahoy, Funcion Privada e Orejas de Tigre, da dançarina Jaques Broquet; The Return e Eeeyah!!!, da dançarina americana Nancy Zendora e Vau da Sarapalha, espetáculo teatral paraibano sob a direção de Luís Carlos Vasconcelos.

1994

• 11 de abril de 1994 – II Encontro anual da Rede Brasil de Promotores Culturais Independentes acontece, simultaneamente, junto com o I Encontro Intercontinental de Promotores Culturais, organizado pela Casa Via Magia.

• 17 de setembro – Início da primeira edição do Via Bahia Festival

• 19 de setembro de 1994 – Passeata Dramática, organizada pelo sindicato dos artistas dentro do Via Bahia Festival

• A peça The Flash and Crash Days é encenada, dentro da programação do Via Bahia Festival, com atuação de Fernanda Montenegro e Fernanda Torres.

1995

• 11 a 17 de setembro - Terceiro Via Bahia Festival

• 13/9 – Acontece dentro do festival o Painel Políticas culturais, com debates, dança, teatro, música e participação de artistas da Itália, Argentina, Inglaterra, Estados Unidos e Venezuela.

• Participam do Festival: Cláudio Vasconcelos (CCBB), João Madeira (Shell), Yacoff Sarcovas (Articultura – SP) e Marcos Ribas (Rede Brasil de Promotores Culturais). Entre os espetáculos de destaque estão: O homem com a flor na boca, com atuação de Cacá Carvalho e Bonita Lampião, com Renata Mello.

1996

• De 16 a 21 de setembro – 4° edição do Via Bahia Festival

• 17 de setembro – estréia de Estória de Bichos, com o Grupo de Teatro da Casa Via Magia, dentro da programação do festival.

• 18 de setembro - início do Fórum Cultural do Mercosul em Salvador, realizado conjuntamente com o Via Bahia Festival.

• Lançamento da rede Cultural Mercosul, dentro do Fórum Cultural do Mercosul.

• Apresentação do grupo norte-americano Urban Bush Women no Via Bahia Festival 1995, com a participação do grupo Ilê Aiyê.

1997

• 02 a 14 de setembro – 5° edição do Via Bahia Festival

• Realização da Mostra de Teatro Brasileiro e da Mostra de Dança Contemporânea Local dentro do festival

• Espetáculos de destaque da 5° edição do Via Bahia Festival:

• Prometeu, de Rodrigo Matheus; estréia de Pierrot Marie, com Beth Goulart; Deadly, grande êxito do Festival de Teatro de Curitiba; No Alvo, com Maria Alice Vergueiro.

1998

• De 04 a 13 de setembro - 6° edição do Via Bahia Festival

• Último ano do festival
Destaques: musical Abel Cazador de Caín, com o argentino Alberto Munoz;  200 e poucos megabytes, da companhia Viladança, com trabalho de Cristina Castro; Memória de Embornal, com Jackson Antunes; O Semelhante, com Elisa Lucinda; L’Pourpre et Imbassai, da Cie Laffuste Méric, da França; Ópera de 3 reais, com o Bando de Teatro Olodum.

.
  2007 ©Copyright - Todos os direitos reservados a Casa Via Magia.