IONE VIA MAGIA HOME.png
sentimento 1.png
2 PRIMEIRO ANO.png
menino via magia copy.png
3 ENSINO FUNDAMENTAL.png
4 ENSINO FUNDAMENTAL.png
guri via magia 2 copy.png
1_EDUCAÇAO_INFANTIL_ICONE.png

Acreditamos na importância de unir a ação ao pensamento e ao grafismo; a palavra falada à palavra escrita e à palavra cantada; a expressão espontânea e a orientada; a exploração livre das crianças impulsionada por seus interesses individuais, ao mesmo tempo que o acesso às produções culturais é mediado pelos educadores.

A partir da brincadeira, da dramatização, do canto, da dança, da composição plástica, da observação e da pesquisa, da experiência sensória associada ao pensamento, as crianças vão produzindo, juntamente com os educadores, representações lógicas, ideias compartilhadas e expressões diversas, apropriando-se do conhecimento social, aprendendo a tecer vínculos afetivos, refazendo a tradição e buscando seu lugar singular na cultura.

EDUCAÇÃO  INFANTIL

 

Primeiro Ano

As crianças trabalham no universo da língua escrita enquanto sujeitos ativos, com a apreciação e criação de poesias, cartas, histórias e entrevistas sobre assuntos significativos, quando farão parte palavras, registro de falas, narrativas inventadas, recontos, desenhos e temas escolhidos por elas.

As produções escritas (individuais e coletivas) podem ser desenvolvidas a partir das caixas individuais de palavras escolhidas; a partir de brincadeiras; de jogos corporais; de produções plásticas ou dramáticas; de conversas e leituras diversas; de canções, invenções e passeios.

Os jogos de mesa ou de grupo também contribuem muito, pois podem trazer a aventura da manipulação lúdica de unidades da língua (texto, palavra, sílaba, letra), além de uma vizinhança com elementos do pensamento lógico-matemático.

A caixa individual de palavras escolhidas tem familiaridade com as palavras geradoras, proposta alfabetizadora de Paulo Freire que visava contextualizar a alfabetização na experiência própria de quem está se alfabetizando. Com a coleção pessoal de suas palavras geradoras, as crianças de 1º ano dão seu “pontapé inicial” para diversas experiências (entre estas, as que articulam grafemas e fonemas) da nossa língua escrita, porém associadas a palavras subjetivamente eleitas por elas.

Em nossa escola, as crianças deste grupo ainda aproveitam bastante a Hora Livre, quando correm e jogam, mas também desenham e escrevem espontaneamente.

 

Ensino Fundamental

A ênfase na valorização do processo de desenvolvimento da criança e sua visão de mundo sensível e/ou concreta fortaleceu a via do trabalho multidisciplinar que associa as principais áreas do conhecimento que compõem nosso currículo desse período (Leitura/Escrita/Oralidade, Matemática, Ciências Sociais e Naturais, Pesquisa Multimídia, Artes, Esportes, Capoeira e Práticas Ambientais) e também inclui um diálogo com saberes não sistematizados, intuitivos e/ou infantis.

Trabalhamos as áreas de conhecimento em seus diferentes aspectos: histórico, relacional, operatório e de registro. As aulas são dinamizadas através de conversas; vídeos, dramatizações, músicas; passeios e entrevistas; pesquisas em livros, jornais e revistas.

As crianças, orientadas e acompanhadas pelas educadoras e educadores do Ensino Fundamental, constroem seus próprios livros de estudos sociais, de estudos naturais, de problemas matemáticos e de literatura, ao mesmo tempo que pesquisam e utilizam diversos livros especializados ou revistas selecionadas, dentre outras fontes.

Procuramos ajudar a criança a entrar em contato com seu desejo de saber e lidar o mais sinceramente possível com os desafios que surgem neste processo de aprendizagem.

a via da educação

 LEITURA 

 ESCRITA 

 ORALIDADE 

Considerando os terrenos linguísticos

e de comunicação entre fala e pensamento, entre fala

e escrita e entre escrita e leitura, o campo de trabalho do aprendizado da língua é ampliado na nossa escola. Por isso estão incluídas em nossas atividades nesta área: a conversa, a discussão, a defesa de pontos de vista, a capacidade de argumentar e de se expressar oralmente, assim como a leitura (oralizada e silenciosa), a apreciação e a interpretação textual, oral e por escrito, bem como a produção escrita e a revisão diárias de textos de diferentes gêneros.

  FEIRA DO LIVRO 

A Feira do Livro é um projeto anual especial da escola que contempla a apreciação,  aproximação e entendimento de variados gêneros textuais, a escrita e a criação individual ou coletiva de todas as crianças da Casa, assim como o compartilhamento das suas produções com a comunidade escolar.

O projeto envolve todos os grupos da escola, desde os da Educação Infantil aos do Ensino Fundamental, e está relacionado ao trabalho de escrita (incluindo-se aqui a reescritura) e ilustração de poesias, contos, lendas, mitos, crônicas, biografias, reportagens etc. As crianças produzem livros diversos de diversos formatos, tamanhos, cores, que propõem diversos diálogos com seus leitores.

Durante alguns meses do ano, as crianças vão desenvolvendo várias versões de seus escritos, contando com diferentes planos de revisão, com a ajuda de professoras, professores e coordenadoras. Trata-se de cada uma delas fazer um caminho na direção de um estilo próprio de escrita, em um processo envolvente, de uma gradual e desafiante construção linguística.

Sua culminância, o dia da Feira, é um momento de múltiplas interações entre as crianças, entre elas e seus familiares, entre seus familiares e os educadores; de muita leitura, trocas e doações de exemplares de livros, quando a Casa fica toda transformada, com “livros abertos” pelas paredes e muros, com apresentações, oficinas e experiências associadas ao tema do ano.

 
 
 
 

para ampliar

Click NA FOTOS 

 MATEMÁTICA 

 

A educação matemática da Casa privilegia a construção do pensamento lógico através de exploração de materiais, situações cotidianas, brincadeiras e jogos, experiências e desafios. Aprender matemática, para nós, se distancia do trabalho com a simples demonstração, com certos enunciados, regras e propriedades, axiomas e teoremas que, de certa forma, só fazem sentido na matemática dos matemáticos.

Estamos atentos às questões colocadas pelas crianças, às formas a que elas recorrem para solucioná-las, à natureza de suas dúvidas; costumamos incentivá-las a, através de seus próprios pensamentos, sua própria lógica, buscarem meios para solucioná-las. Essa é a postura básica do caminho que buscamos para a Matemática, já que queremos desenvolver o pensamento criativo, produtivo, ativo e independente.    

As crianças são desafiadas a encontrar relações entre dados, a se antecipar, a criar estratégias, a generalizar e tirar conclusões, a integrar raciocínio e cálculo, reorganizando e utilizando recursos disponíveis para resolver situações novas da vida prática e da experiência. Assim, a formalização desse pensamento através da linguagem e de procedimentos socialmente construídos se dá de forma processual e contextualizada na vivência das crianças.

Dentre os projetos desta área estão: a construção de Livro de Problemas, a construção de jogos, a Mostra de Geometria, a Feira de Ciências. O trabalho com a Matemática tem se desenvolvido também de forma multidisciplinar no Ensino Fundamental, especialmente relacionado à construção e interpretação de enunciados de problemas e à leitura e construção de tabelas e gráficos, no estudo de vários temas científicos.

para ampliar

Click NA FOTOS 

 CIÊNCIAS SOCIAIS E NATURAIS 

 

Na Via Magia, o trabalho com as Ciências Sociais e Naturais busca desenvolver uma postura investigativa, em que a criança possa exercitar uma compreensão ativa, ao falar, trocar informações e impressões, ler e escrever “com suas palavras” sobre os temas em estudo. O planejamento e as dinâmicas das aulas propostas pelas educadoras e educadores consideram e se norteiam pelas perguntas, inquietudes e curiosidades das crianças.

Debates e conversas posteriores às apreciações de produções de diversas fontes são motivos de discussão e reflexão e contribuem para o aprendizado compartilhado que se desenvolve no plano pessoal e simbólico, assim como no plano social e lógico.

Temos explorado diversos filmes (de ficção ou documentários) e músicas que se associam ao estudo dos blocos de conteúdo, especialmente os eleitos como mais interessantes pelas crianças. Ao longo dos anos, temos organizado também um repertório de gravuras, de músicas, de gráficos e tabelas, de artigos de livros e revistas especializadas e/ou de museus que tratam e sugerem materiais de imagem/som combinados a textos. Todos esses materiais embasam a construção de escritas individuais ou coletivas, assim como de expressões visuais ou mesmo de encenações.

para ampliar

Click NAS FOTOS

 FEIRA DE CIÊNCIAS NATURAIS 

 E MATEMÁTICA 

 

Os estudos científicos de diferentes temas podem implicar variados tipos de registros ou representação final. Juntamente com as professoras, as crianças decidem e realizam seus projetos, que podem resultar em jogos coletivos, painéis, maquetes, experimentos, dramatizações, apresentações musicais etc., compartilhados em um sábado pela manhã, e representam a culminância da construção de certos conhecimentos, como por exemplo, as transformações da energia, a vida intrauterina, os movimentos da Terra em relação às estações do ano etc.

As produções ficam disponíveis pelos espaços da Via Magia para apreciação de todas as crianças, suas famílias e educadores da Casa. A responsabilidade em dar as explicações, fazer as demonstrações ou representações é das crianças.

São momentos de contato amplo, que podem incluir toda comunidade escolar de crianças (maiores e menores) e adultos (educadores e familiares). É um evento que pode acontecer exclusivamente entre as crianças da Casa, quando as maiores se esmeram para que as menores, ao visitarem e/ou participarem de seus experimentos, possam compreendê-los e encantarem-se com eles. Além de ser uma ocasião de muita troca de ideias e informações, instiga muito a curiosidade delas sobre os saberes científicos.

 Projetos 

 da Escola 

É muito interessante e motivador para nós, educadores da Casa, construir projetos que se repetem, se aperfeiçoam e se ampliam a cada ano, compondo uma cultura escolar enraizada, que se manifesta numa sequência de eventos que pontuam celebrações, invenções e experiências didáticas.

Desenvolvemos o que chamamos Projetos Constantes, que são processos de aprendizado que surgiram de maneira pontual e orgânica e foram pouco a pouco incluindo todos os grupos da escola, das crianças mais jovens às mais velhas ou vice-versa, das coordenadoras às professoras e professores ou vice-versa, chegando até os funcionários, expandindo-se também dos adultos educadores da escola aos familiares das crianças.

Os projetos que nomeamos Variáveis são aqueles que, apesar de bem proveitosos, pois bastante mobilizadores do interesse das crianças (e, portanto, facilitadores da construção de conhecimentos), estão ligados a situações variáveis de grupo para grupo (como passeios didáticos associados a blocos de estudos) ou de acordo com o período (como eleições simuladas ou outras atividades desenvolvidas apenas nos anos de eleição).

Todos os nossos projetos estão intimamente ligados à nossa concepção de mundo e de educação e estão associados às seguintes ideias: valorização da criatividade infantil, da nossa cultura (nacional e local) e da diversidade cultural (nossa e do mundo); valorização da corporeidade e da saúde física como parte do processo escolar; valorização da vida e do questionamento da intervenção humana no meio ambiente.

Não insistimos para que determinados projetos ocorram sempre. Permitimos que eles dependam da iniciativa e interesse de cada grupo de crianças, em sua parceria específica com a professora ou com o professor.

 

 PROJETOS  CONSTANTES 

  • Construção de livros de estudo (do grupo de 4/5 anos até o 5° ano)

      - Educação Infantil: temas do interesse de cada grupo de crianças.

      - Ensino Fundamental: Ciências Sociais e Naturais e Matemática

  • Feira do Livro: exposição, troca e doação de livros de autoria das crianças e adultos da Casa, geralmente em maio

  • ​Feira do Troca: brinquedos, jogos, roupas, livros, revistinhas etc., trocados de forma negociada entre as crianças da escola, no dia do Meio Ambiente, em junho

  • ​Agricultura Ecológica: cultivo de espécies hortícolas, medicinais e ornamentais, da nossa região

  • ​Compostagem: reciclagem do lixo orgânico

  • ​Coleta seletiva de lixo: reciclagem de papel, reutilização de sucata na construção de brinquedos e/ou construções plásticas (colagens, esculturas, maquetes etc.)

  • Cozinhados Coletivos: pães, bolos, cuscuzes, saladas, mingaus do milho colhido na horta etc.

  • Visita de indígenas da região: conversa e atividades conjuntas, resgatando contato com nossas culturas ancestrais, em abril

  • ​Semana da Cultura Popular: trabalhos de leitura, reconto, ilustrações e recriação de contos, lendas, mitos e festas populares, em agosto

  • Semana do Campeonato de Esportes: futebol, vôlei, basquete, baleado, corridas etc., dos grupos de 5 anos e 1º ano, numa primeira etapa, e do 2º, 3º, 4º e 5º anos do Ensino Fundamental, numa segunda etapa, em setembro.

  • Semana da Criança: oficinas mistas, apresentações, saraus, passeios, em outubro

  • Teatro Temático: montagem de espetáculo de formatura/passagem para próximo ciclo, com todos os 5os anos, apresentação em dezembro

  • Eventos: Grito de Carnaval, São João e Mostra de Artes de Final de ano

  • Passeios: imersão na natureza para fechamento do ano, em dezembro

 

Projetos Variáveis 

(de grupo para grupo, de ano para ano):

  • Trilha Ecológica em parques, sítios ou fazendas

  • Construção de Jornal (impresso ou oralizado) associado a temas de estudo

  • Passeios Pedagógicos a museus, fortes, jornais, observatórios, fábricas etc.

  • Feira de Ciências com experimentos, jogos coletivos, painéis, apresentações

  • Exposições e mesas-redondas com familiares profissionais associadas a projetos dos diversos grupos da escola (a partir de perguntas das crianças)

  • Ciclo de visitas às casas das crianças pequenas (compartilhando espaços pessoais)

  • Dormida na escola

  • Feirinha de Verduras da Horta

  • Eleição Simulada no mesmo período das eleições municipais e majoritárias do país

  • Estúdio de Som e Imagem com gravação de músicas autorais das crianças, da cultura ou de compositores (de épocas e origens culturais diversas).

 

 registros das atividades 

click nas fotos para ampliar

 

Rua Henriqueta Catarino, 123 - Federação - Salvador - Bahia - Brasil - CEP: 40.230-101 - Tel.: +55 71 3247-0068

2014 ©Copyright - Todos os direitos reservados a Casa Via Magia.

IONE VIA MAGIA HOME.png
  • Facebook - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo
  • YouTube - círculo cinza